fbpx
Escolha uma Página
Jardel, veja a trajetória do artilheiro da Libertadores de 1995
jardel-biografia

O cearense Mário Jardel Almeida Ribeiro, mais conhecido apenas como Jardel, foi ídolo em diversos clubes e um dos maiores cabeceadores de todos os tempos.

Jardel fez história no Brasil e Europa, conquistando diversos prêmios e títulos. Vamos dar uma recapitulada na carreira do craque?

Começo no Futebol

Jardel começou nas categorias de base do Ferroviário de Fortaleza, mas antes de ser tornar profissional, já chamou a atenção do Vasco da Gama. O clube carioca comprou seu passe por menos de 30 mil dólares em 1993.

Jardel já mostrou para que veio no começo da carreira, conquistou o campeonato brasileiro de juniores pelo Vasco, e o Mundial Sub-21 pela seleção brasileira, na Austrália.

No mesmo ano, em 1993, Jardel deu mais alegrias ao Vasco sendo o artilheiro da Taça Belo Horizonte de Juniores, e da Copa São Paulo de Juniores, além do título profissional de Campeão Carioca, mesmo que atuasse ainda como reserva no time principal.

A titularidade veio em 1994, no mesmo Jardel conseguiu ser o artilheiro e ainda trouxe mais um título carioca para o Vasco, batendo o Fluminense na final

O sul do país

A campanha extraordinária no estadual de 1994 acabou chamando a atenção do Grêmio.  No Grêmio, Jardel fincou seu nome entre os grandes do clube, muito pela ajuda e parceria do técnico Felipão, e seu fiel companheiro de ataque Paulo Nunes.

Além de ter sido campeão e artilheiro da Taça Libertadores pelo tricolor de Porto Alegre, Jardel também conquistou dois estaduais, uma Copa Sanwa Bank e uma Recopa Sul-Americana.

Europa

Jardel acabou envolvido em uma disputa financeira antes de migrar para a Europa. O Grêmio achava muito alto o valor pedido pelo Vasco para a permanência do craque. O clube acabou juntando investidores e contando com apoio da torcida para finalizar a transação.

Mas em 1996, acabou sendo vendido ao Porto, de Portugal.

No Velho Continente, Jardel fez bonito em seu primeiro time. O craque foi campeão da Supertaça Cândido de Oliveira na temporada 1996/97, tricampeão português em 1996–97, 1997–98, 1998–99 e vencedor da Taça de Portugal em 1997–98 e 1999–00.

Jardel também fez o Porto se destacar internacionalmente, sendo o artilheiro da Liga dos Campeões da UEFA na temporada 1999–00, com 10 gols, ficando empatado com Rivaldo e Raúl.

Os feitos do cearense no Porto renderam diversos prêmios da imprensa e de confederações na Europa. Jardel ganhou a chuteira de prata em 1997, a chuteira de ouro em 1999, e a chuteira de bronze em 2000, além de ter sido eleito o maior goleador da Europa pela revista inglesa World Soccer.

Futebol Turco

Jardel também brilhou no Galatasaray, marcando 24 gols em 22 partidas na sua primeira temporada, o craque foi crucial ao clube na conquista do vice-campeonato nacional e do título da Supertaça Europeia.

Volta a Portugal

Jardel estava sendo acometido por diversas lesões, e acabou sendo vendido ao Sporting. Mais uma vez, não decepcionou em terras lusitanas reencontrando sue futebol.

Jardel foi Campeão Português de 2001 a 2003, venceu a Taça de Portugal e também foi Campeão da Supertaça. O atacante marcou 42 gols em 30 jogos na temporada 2001–2002, recebendo novamente a chuteira de ouro.

Declínio e rodízio de clubes

Jardel começou a apesentar problemas extracampo como abuso de drogas que afetaram sua carreira. Depois do sucesso em Portugal, o atacante acabou passando por dezenas de clubes, no Brasil e no exterior, ensaiou uma volta no Criciúma, mas acabou se aposentando definitivamente em 2009.

Ficou na história como um dos atacantes mais matadores de todos os tempos.

Leia também

20 anos sem Didi

20 anos sem Didi

Dia 12 de Maio, há vinte anos, o futebol brasileiro perdia um de seus maiores nomes. Waldir Pereira, mais conhecido...

Quem foi Garrincha?

Quem foi Garrincha?

Pergunta difícil para responder em algumas palavras.  Manoel Francisco dos Santos, mais conhecido como Mané Garrinha,...