fbpx
Escolha uma Página
Por onde andam os craques que conquistaram o penta em 2002?
penta-2002

A conquista do penta em 2002 comemora 19 anos este mês. O Brasil apagou o fracasso de 1998, e mesmo desacreditado, conquistou mais uma vez a taça. No evento realizado na Coréia do Sul e no Japão.

O time era marcado com grandes nomes como Ronaldinho, Ronaldo e Rivaldo; mas o estigma do vexame na final contra a França ainda rondava no elenco.

Agora perguntamos, você sabe aonde estão os 23 jogadores que levantaram a taça pelo Brasil pela última vez?

Por onde andam os craques que conquistaram o penta em 2002?

Luizão

Luizão foi atacante reserva do time, e atuou profissionalmente até 2009. Hoje em dia trabalha no agenciamento de jogadores. Na época da Copa, Luizão era atacante do Grêmio.

Júnior

Além da Copa do Mundo, Júnior tem uma coleção invejável de títulos na carreira: duas Libertadores, um Mundial de Clubes, três Campeonatos Brasileiros e uma Copa do Brasil. O jogador foi nosso lateral esquerdo reserva na Copa, e na época jogava pelo Parma.

Júnior é dono de um restaurante em Belo Horizonte.

Juninho Paulista

Hoje dirigente na CBF, Juninho Paulista começou como titular na Copa de 2002, mas acabou perdendo a posição. O atleta jogou até 2010, e na época do penta era atleta do Flamengo.

Beletti

Belleti foi reserva na Copa de 2002. O atleta jogou até 2011, e era do São Paulo na época da convocação. Foi ídolo no Barcelona, time que é embaixador até hoje. Belleti divide esta atividade com uma empresa de esporte, e também dá palestras pelo mundo.

Gilberto Silva

Gilberto Silva é dono de uma empresa de consultoria esportiva atualmente. O craque jogou todos jogos pela seleção na Copa, e se aposentou em 2013. Gilberto Silva era jogador do Galo na época do penta.

Roque Júnior

O zagueirão Roque Júnior era jogador do Milan na época do penta da seleção. O craque, que jogou até 2010, atua como auxiliar técnico no futebol brasileiro.

Anderson Polga

Polga jogava no Grêmio na época da Copa de 2002, e atuou como titular em alguns momentos da competição. O zagueiro terminou a carreira no Corinthians e se prepara para ser um grande técnico de futebol.

Vampeta

Vampeta hoje em dia trabalha como comentarista esportivo e é presidente do Grêmio Osasco Audax. Vampeta jogava pelo Corinthians na época da convocação e encerrou sua carreira em 2011.

Ricardinho

Ricardinho acabou herdando a vaga de meia reserva da seleção após uma contusão de Emerson. Na época, Ricardinho jogava pelo Corinthians. O atleta terminou sua carreira em 2011 e trabalha como comentarista nos dias de hoje.

Lúcio

Uma das grandes estrelas da nossa defesa, Lúcio era zagueiro do Bayer Leverkusen na época da convocação.  Lúcio jogou bola até 2019, sendo o último da lista a pendurar as chuteiras.

O craque também pretende se tornar um grande técnico de futebol.

Dida

Dida, diferente da copa de 2006, era reserva no time do penta. Emprestado pelo Milan, o goleiro estava jogando no Corinthians na época da convocação.

O jogador pendurou as luvas em 2015, e atua como treinador de goleiros nos times de base do Milan.

Kléberson

Kléberson acabou ganhando a vaga de titular durante a copa. Jogador do Athletico-PR na época, o craque se aposentou em 2016, e hoje em dia atua como técnico nos Estados Unidos.

Denílson

O craque Denílson é hoje em dia um dos comentaristas mais populares da TV brasileira. Reserva no penta, o atleta jogou até 2010, encerrando sua carreira na Grécia.

Edilson

Edilson era reserva no time da seleção no Penta. O jogador atuava no Cruzeiro durante a Copa, e foi pendurar suas chuteiras só em 2016. Edilson é comentarista esportivo na televisão brasileira.

Rogério Ceni

O icônico jogador do São Paulo era o terceiro goleiro da conquista do penta. Ceni jogava no tricolor, aonde permaneceu durante toda sua carreira, se aposentando em 2015. Ceni é técnico de futebol atualmente.

Edmílson

Peça chave na conquista do penta, Edmílson jogava no Lyon na época da Copa. O atleta atuou até 2002, e hoje em dia é embaixador do Barcelona.

Roberto Carlos

Um dos melhores laterais esquerdos da história da nossa seleção, Roberto Carlos atuava pelo Real Madrid na época da Copa. O atleta jogou até 2015, e hoje em dia é embaixador do time espanhol por qual fez mais de 500 jogos e virou ídolo eterno.

Kaká

Kaká jogava no São Paulo na época da conquista do penta. O jogador era o mais novo do elenco e parou de jogar apenas em 2017. O jogador é dirigente e sócio de um canal esportivo na internet.

Marcos

Marcos, que na época jogava pelo Palmeiras, foi o goleiro titular da Copa de 2002. Assim como Ceni, ele se aposentou no único time que atuou, em 2011. Hoje em dia é empresário no ramo de carnes e cervejas.

Cafu

Cafu foi um dos jogadores mais emblemáticos da história da nossa seleção em Copas do Mundo.  Além do penta, também participou da conquista do tetra, e jogou em 1998 e 2006. Cafu, na época do penta, jogava no Roma, e hoje em dia ele é o embaixador do Brasil da Copa de 2022, no Qatar.

Ronaldo

O artilheiro da Copa de 2002 jogava na Inter de Milão na época do torneio. Ronaldo jogou até 2011, encerrando sua carreira pelo Corinthians. Ronaldo comprou parte das ações de um time espanhol, e trabalha como executivo no mesmo.

Ronaldinho Gaúcho

Ronaldinho Gaúcho foi outra estrela da conquista do penta, o jogador era atleta do PSG em 2002. Ronaldinho jogou até 2015, e é embaixador do turismo no Brasil.

Rivaldo

Rivaldo era outra estrela que formava o quarteto de ouro do Brasil. O craque era atleta do Barcelona na época da copa, e parou de jogar só em 2015. Hoje em dia, Rivaldo integra o time de lendas do Barcelona em jogos pelo mundo, e é um dos maiores ídolos da história do time.

Leia também

20 anos sem Didi

20 anos sem Didi

Dia 12 de Maio, há vinte anos, o futebol brasileiro perdia um de seus maiores nomes. Waldir Pereira, mais conhecido...

Quem foi Garrincha?

Quem foi Garrincha?

Pergunta difícil para responder em algumas palavras.  Manoel Francisco dos Santos, mais conhecido como Mané Garrinha,...