fbpx
Escolha uma Página
A importância do banco de reservas para um bom time de futebol
a-importancia-do-banco-de-reservas

O futebol é um esporte em que o banco de reservas é muitas vezes subestimado. Isso acontece principalmente por uma regra do espore mais popular na terra: o limite no número de substituições. Mesmo com o limite estendido pela FIFA em 2020, os times ainda usam pouco essa ferramenta.

Esportes coletivos costumas permitir substituições ilimitadas

Em outros esportes coletivos populares na terra, como basquete, vôlei, hóquei e futebol americano, as substituições são praticamente ilimitadas; inclusive jogadores substituídos podem voltar ao jogo.

Esse fato faz com que dificilmente algum atleta não participe por algum momento no jogo, nem que seja por alguns minutos enquanto os principais atletas da equipe descansam. Assim, os jogadores se sentem parte do time e participam ativamente de derrotas ou vitórias.

Já no futebol, alguns jogadores ficam meses a fio sem colocar o pé no campo, algumas vezes por falto de preparo, ou apenas por haver alguém bem melhor na sua posição. Isso não os faz jogadores inferiores, muitas vezes, é apenas uma escolha tática do time.

Substituições começaram em 1965

As substituições no futebol entraram em prática em 1965, antes eram feitas apenas para resguardar jogadores cansados e lesionados. Logo depois, as substituições também começaram a ter efeitos táticos. Isso acabou deixando muitos jogadores de qualidade no banco. Estar no banco no futebol parece uma punição para qualquer atleta. Afinal, o que ele mais quer é mostrar um trabalho de qualidade.

Mas a importância do banco é extremamente subestimada, e vamos explicar as razões!

Banco forte, time forte

A maioria dos times, principalmente os brasileiros, tem uma grade de jogos longa e extensa. O cansaço e as lesões por excessos de partidas são comuns. Um banco de reserva forte vai evitar que o time seja pego desprevenido, principalmente em épocas em que a equipe esteja jogando mais de um campeonato de uma só vez.

Um jogo decisivo da Libertadores exige um elenco descansado, mas o time também não pode subestimar um jogo de estadual, e até uma partida do brasileiro.

Outra vantagem de jogadores de qualidade no banco de reserva é a possibilidade de uma mudança tática radical no meio do jogo, que pode desconcertar o adversário.

Treinamento

Um time de reservas forte, e o mais próximo possível tecnicamente do principal, é sinal de treinos de alto nível. Os rachões, jogos entre reserva e titulares, ganham qualidade e intensidade. Enfrentar adversários muito fáceis podem fazer os titulares perderem ritmo de jogo.

Substituições de Impacto

Alguns times têm jogadores que não conseguem jogar os 90 minutos, ou não são necessários no esquema tático. Mas mesmo assim, podem causar impacto quando entram. Normalmente são jogadores mais velhos, mas muito habilidosos, ou atletas que atuam em uma função tática extremamente específica.

Vocês acham que o futebol deveria ter números ilimitados de substituições? Não esqueça de comentar.

Leia também

20 anos sem Didi

20 anos sem Didi

Dia 12 de Maio, há vinte anos, o futebol brasileiro perdia um de seus maiores nomes. Waldir Pereira, mais conhecido...

Quem foi Garrincha?

Quem foi Garrincha?

Pergunta difícil para responder em algumas palavras.  Manoel Francisco dos Santos, mais conhecido como Mané Garrinha,...