fbpx
Escolha uma Página
109 Anos de Nelson Rodrigues: veja a história do maior cronista de todos os tempos
nelson-rodrigues-futebol

Esta semana foi o aniversário de um dos maiores cronistas que o Brasil já conheceu. Nelson Rodrigues, além de jornalista, também foi um grande dramaturgo que revolucionou o teatro nacional com peças como “Vestido de Noiva”, “Boca de Ouro”, “A Falecida” e “Toda Nudez Será Castigada”.

Jornalista

O jornalismo veio do berço e está no DNA da família, aos 13 anos já trabalhava na página policial no jornal do pai. Um de seus artigos de maior sucesso, “A Tragédia de Pedra”, foi escrito quando Nelson tinha apenas 14 anos.

Seu irmão era Mário Filho, que além de ter emprestado seu nome ao Maracanã, é considerado maior jornalista esportivo de todos os tempos no Brasil.

Nelson Rodrigues, além de passar pelos maiores jornais do Brasil, contou a história do pais como poucos em suas crônicas sociais. Sempre ácido, nunca seguindo absolutamente nenhuma corrente ideológica ou política.

Rebelde do texto

Nelson Rodriguez assustava pelo conteúdo de seus textos, mas sua genialidade acabava sendo maior que qualquer julgamento de outros jornalistas e do público. O cronista sempre pensou fora da casinha e a frente de seu tempo.

Em 1946, Nelson escreveu “Álbum de Família”, obra que trata de um incesto. O trabalho foi censurado e só liberado duas décadas depois de terminado.

As palavras que mudaram nosso futebol

Nelson Rodriguez tem um papel fundamental no jeito que brasileiro enxerga o futebol até hoje. Mesmo sendo magistral em todas suas atividades, talvez sua maior contribuição para o povo foi suas crônicas esportivas.

Nelson, mais uma vez, fazia diferente do resto da mídia esportiva.

Seus textos eram longos, cheios de adjetivos e amor em cada parágrafo.

Cada jogo virava uma vida inteira. Ele tinha a habilidade de ver o que poucos viam dentro das quatro linhas, Nelson Rodrigues humanizou o futebol, o tirando do pé e o levando para o coração.

Seus textos, cheios de arte, acendiam a paixão de qualquer torcedor. Ele era capaz de transformar uma dura derrota em uma história de esperança por dias melhores.

Nelson também era o rei dos apelidos, gírias e tiradas, algumas que perduram até hoje.

Chamar o Pelé de Rei, talvez seja a mais conhecida. Mas o fanático torcedor do Fluminense deixou diversos jargões para a mídia especializada.  Jargões e frases, eram com ele mesmo. Vejam abaixo alguns de seus mais notórios dizeres.

Frases Nelson Rodrigues

– Toda unanimidade é burra. Quem pensa com a unanimidade não precisa pensar.

– Só os profetas enxergam óbvio.

– Hoje é muito difícil não ser canalha. Todas as pressões trabalham para o nosso aviltamento pessoal e coletivo.

– Se os fatos são contra o que escreve, pior para os fatos.

– Nada nos humilha mais do que a coragem alheia.

– Eu me nego a acreditar que um político, mesmo o mais doce político, tenha senso moral.

– Acho a liberdade mais importante que o pão.

– Quem nunca desejou morrer com o ser amado nunca amou, nem sabe o que é amar.

– Amar é ser fiel a quem nos trai.

Leia também

20 anos sem Didi

20 anos sem Didi

Dia 12 de Maio, há vinte anos, o futebol brasileiro perdia um de seus maiores nomes. Waldir Pereira, mais conhecido...

Quem foi Garrincha?

Quem foi Garrincha?

Pergunta difícil para responder em algumas palavras.  Manoel Francisco dos Santos, mais conhecido como Mané Garrinha,...