fbpx
Escolha uma Página
Dezembro Laranja: conheça a campanha que combate o câncer de pele no Brasil
dezembro-laranja-2021

A campanha Dezembro Laranja completa oito anos em 2021. A Sociedade Brasileira de Dermatologia, desde 2014, cobre o país de laranja no último mês do ano para chamar a atenção da população para o câncer de pele.

Casos no Brasil

A pele é o órgão mais atingido pelo câncer no mundo todo, e no Brasil, um país tropical, não é diferente.

No Brasil, o câncer de pele é responsável por 33% dos casos da doença. O número de casos novos de câncer de pele, não melanoma, esperados no Brasil para cada ano entre 2020 e 2022, é de 83.770 entre os homens, e de 93.160 entre as mulheres.

Os casos de melanoma, o mais perigoso tipo de câncer de pele, são menos incidentes. Os casos novos estimados serão de 4.200 em homens e de 4.250 em mulheres.

Como prevenir

Só existe uma maneira de diminuir os riscos de câncer de pele; se protegendo contra os raios ultravioleta do sol e também de fontes artificiais.

Você deve se proteger o ano todo, mas o verão merece um cuidado especial. Evite horários de pico e sempre use protetor solar além de roupas que filtram os raios solares.

Identificação

A maioria dos médicos hoje em dia inclui um exame de pele em suas consultas de rotina. Mas cada um deve fazer sua parte e sempre ficar de olho na pele pelo menos uma vez por mês.

Use uma sala bem clara para fazer o autoexame, e preferencialmente em frente a um espelho grande e limpo.  

Qualquer pinta nova, ou antiga que mude de cor e tamanho, merece uma visita ao dermatologista.

No caso dos melanomas, você pode se basear na Regra ABCDE

Regra ABCDE

Assimetria

A metade da pinta não é parelha com a outra metade. Pintas perigosas tendem a ter uma assimetria de cores e formas.

Bordas

Lesões perigosas costumam apresentar bordas irregulares, dentadas ou com sulcos, com interrupção abrupta na pigmentação da margem.

Cor

Pintas e manchas com colorações diferentes merecem atenção pois podem indicar maior risco.

Diâmetro

Fique atento a lesões que crescem rápido em diâmetro, principalmente aquelas maiores que 6 milímetros.

Evolução

Toda pinta que mudar (mudança de cor, formato, tamanho e relevo) em curto período de tempo (1 a 3 meses) deve ser examinada por um dermatologista.

Agora que você já sabe de toda as dicas, chegou a hora de curtir o verão com segurança.

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia

Fotos: O Liberal, O Especialista, O Presente, O Globo e Expansão.

Leia também

20 anos sem Didi

20 anos sem Didi

Dia 12 de Maio, há vinte anos, o futebol brasileiro perdia um de seus maiores nomes. Waldir Pereira, mais conhecido...

Quem foi Garrincha?

Quem foi Garrincha?

Pergunta difícil para responder em algumas palavras.  Manoel Francisco dos Santos, mais conhecido como Mané Garrinha,...